Herança egípcia de Dashur sob ameaça

Herança egípcia de Dashur sob ameaça

A falta de segurança continua a impactar negativamente os sítios arqueológicos do Egito. Faz uns meses, Ezbet Kheralla, no Cairo Antigo, sede do primeiro monumentos islâmicos, recebeu danos de moradores vizinhos. Agora, é a vez de Dahshur.

Os habitantes de Ezbet Dashur invadiram a zona arqueológica adjacente ao Pirâmide Negra do Rei Amenemhat III com armadilhas e armas e escavado em um cemitério particular para retirar os objetos enterrados na área, que contava com um cemitério de antigos nobres egípcios que já havia sido escavado por uma equipe alemã que descobriu vários objetos funerários. Os guardas do local tentaram enfrentar os invasores, mas as tentativas falharam devido à falta de armas.

Nasser Ramadan, Diretor Administrativo da Sítio arqueológico de DahshurEle explicou que ele e sua equipe relataram o incidente à polícia, mas eles não intervieram. Até o próprio Ministro de Estado das Antiguidades não tomou nenhuma providência para impedir a invasão.

Ramadan adicionou isso Dashur foi alvo de bandidos e vândalos desde a Revolução de 25 de janeiro devido à falta de medidas de segurança, mas antes eles não tinham esse problema.

Os saqueadores também tentaram cavar na areia em busca de artefatos para vender no mercado negro. "Nosso patrimônio está em perigo e ninguém faz nada para resgatá-lo”Disse Ramadan, fazendo um apelo a todas as autoridades interessadas em se mobilizar para salvar e proteger o herança egípcia antiga.

O Ministro de Estado das Antiguidades, Mohamed Ibrahim, lamentou o acontecimento e explicou que a Polícia de Turismo e Antiguidades não tem forças suficientes para remover intrusões em sítios arqueológicos. Além disso, o fato de os invasores estarem armados complica a situação.

Vamos fazer uma investigação para obrigar as pessoas a não invadirem sítios arqueológicos"Ele declarou. Dahshur é uma necrópole localizada no deserto na margem oeste do Nilo, 40 quilômetros ao sul do Cairo. É conhecida por suas várias pirâmides, duas das quais pertencem ao Rei Senefru, fundador da Quarta Dinastia e pai do rei Quéops. Os outros são pirâmides e tumbas que pertencem ao Reino do Meio, incluindo o Pirâmide Negra de Amenemhat III e a Pirâmide Branca de Amenemhat II.

Quase formado em Publicidade e Relações Públicas. Comecei a gostar de história no 2º ano do ensino médio graças a um professor muito bom que nos fez ver que temos que conhecer nosso passado para saber para onde o futuro nos leva. Desde então não tive a oportunidade de investigar mais em tudo o que nossa história nos oferece, mas agora posso assumir essa preocupação e compartilhá-la com vocês.


Vídeo: Qual a herança espiritual deixada pelos egípcios? Abrindo a Bíblia. Parte 1 05052018