Tatum DE-789 - História

Tatum DE-789 - História

Tatum

(DE-789: dp. 1.400 1,306 'b. 36'10 ", dr. 9'6" (média) s. 24 k .; cpl. 186j a. 3 3', 4 1,1 ", 8 20 mm. , 3 21 "tt. 2 ato., 8 dcp., 1 dcp. (Hh.); Cl. Buckley)

Tatum (DE-789) foi depositado em 22 de abril de 1943 em Orange, Texas, pela Consolidated Steel Corp .; lançado em 7 de agosto de 1943, patrocinado pela Sra. Cecile Cofield Tatum, e encomendado em 22 de novembro de 1943, o Tenente Comdr. William C. D. Bellinger no comando.

Após o treinamento de shakedown nas proximidades das Bermudas, a escolta de contratorpedeiro executou o dever de escolta ao longo da costa leste até 25 de março, quando partiu de Tompkinsville, N.Y., na tela de um comboio com destino à Inglaterra. Ela chegou a Plymouth em 19 de abril e voltou - via Milford Haven, País de Gales, e Belfast, Irlanda do Norte - para a cidade de Nova York em 12 de maio

Sua segunda e terceira viagens transatlânticas levaram o navio ao norte da África. Ela partiu da costa leste em 28 de maio na tela de Kasaun Bag (CVE-69), Tulagi (CVE-72) e Miesion Bag (CVE-69) com destino ao Marrocos francês. Após a entrega dos aviões em Casablanca, os navios de guerra voltaram aos Estados Unidos em 17 de junho de 1944, e Tatum atracou em Bayonne, N.J. Ela se juntou a Kasaan Bay e Tulagi mais uma vez em 28 de junho quando eles levantaram âncora para a Argélia. Os navios chegaram a Oran em 10 de julho; e, no dia seguinte, Tatum partiu para pegar as SS Cross Keys em Casablanca e escoltá-la até Bizerte, na Tunísia. A escolta de contratorpedeiros voltou a Oran no dia 16 e, quatro dias depois, liberou o porto mais uma vez para proteger os porta-aviões britânicos HMS Hunter e HMS Stalker durante sua passagem para Malta. No dia 23, Tatum lançou 130 cargas de profundidade em um contato de submarino, mas aparentemente não matou. A força chegou a Malta em 25 de julho. Ampliada por Kasaan Bay e Tulagi, a unidade seguiu para Alexandria, Egito, e depois voltou para Malta, onde chegou em 3 de agosto.

No dia seguinte, Tatum apresentou-se a Nápoles, onde embarcou como comandante de um comboio de embarcações de desembarque para a invasão iminente do sul da França. Tatum saiu de Nápoles em 9 de agosto, juntou-se à embarcação de desembarque no Golfo de Pozzouli e acompanhou-os até a área de preparação em Ajaccio, na Córsega. Antes do amanhecer do dia 15, o comboio chegou em St. Tropez, onde Tatum transferiu o comandante do comboio para LCI-196. Ela então patrulhou o Cabo Camarat até a tarde seguinte. De 17 de julho até o início do outono, Tatum protegeu os comboios que voavam entre a Córsega, a Sardenha e o sul da França. Em 16 de outubro, ela partiu de Marselha na tela de um comboio com destino a Bizerte e Oran. No início de novembro, Tatum escoltou outro comboio de Oran para Marselha, depois rastreou o transporte do Exército Mariposa para Nápoles e retornou a Oran em 15 de novembro. Tatum retomou a marcha em 24 de novembro para rastrear um comboio de volta aos Estados Unidos, chegando a Nova York em 11 de dezembro. No dia seguinte, ela começou a conversão para um transporte de alta velocidade em Tompkinsville. Em 15 de dezembro de 1944, ela foi oficialmente redesignada como APD-81.

Tatum (APD-81) liberou Tompkinsville em 6 de março de 1945, viajou para a Baía de Chesapeake para treinamento até o dia 14 e destacou-se de Hampton Roads no dia 16 na companhia de Prentiss (AKA-102). Após escalas nos portos do Panamá e San Diego, Tatum entrou em Pearl Harbor em 12 de abril de 1945. Ela conduziu mais treinamento nas ilhas havaianas antes de iniciar a viagem com um comboio dirigido, via Marshalls e Carolines, para os Ryukyus.

Tatum chegou às praias de Hagushi, em Okinawa, em 19 de maio e se apresentou para o serviço com os piquetes antiaéreos e anti-submarinos estacionados ao redor da ilha. Ao anoitecer de 29 de maio, o navio de guerra seguia para sua estação de piquete de radar quando foi atacado por quatro aviões inimigos. Quando o primeiro intruso passou por sua proa, as armas de Tatum abriram e acertaram sua asa e fuselagem. Ele fez uma curva acentuada e se dirigiu para o lado estibordo do navio. A cerca de 12 metros dela, a asa esquerda e a cauda do avião atingiram a água, soltando sua bomba. Ele saltou da superfície, atingiu e saltou do lado de baixo do patrocinador de uma arma e perfurou o casco de Tatum e duas de suas anteparas longitudinais. O fracasso parou com o nariz projetando-se 20 centímetros na passagem interna da cabine do oficial executivo. O avião também deslizou sobre a água até Tatum, amassou seu casco e prejudicou o controle de fogo do diretor e as comunicações com a sala de máquinas.

Enquanto isso, o segundo e o terceiro aviões se preparavam para o ataque. Tatum expulsou um deles com tiros, mas o outro piloto continuou em direção ao navio até que uma saraivada de tiros o fez perder o controle de sua aeronave. Ele fez uma curva acentuada para a direita, passou pelo lado de bombordo de Tatum e salpicou cerca de 100 metros à ré. Em segundos, seu camarada cauteloso renovou seu ataque. Ele mergulhou no transporte rápido, quase errando a asa de bombordo da ponte dela, e o fogo antiaéreo de Tatum o seguiu enquanto ele subia, fez um wing-over e se preparou para entrar novamente. Seu terceiro e último ataque o carregou através da cauda do navio e para dentro da água a cerca de 15 metros de estibordo.

O quarto avião aparentemente estava se contendo, esperando que seus colegas abrissem uma rota de ataque favorável. Ele então circulou, inclinou-se para a esquerda e mergulhou em Tatum. Sua barragem arrancou parte de sua asa esquerda, e ele mergulhou em direção à água, espirrando no mar a cerca de 30 pés de sua proa de bombordo. Em seguida, uma explosão subaquática abalou Tatum severamente, mas não causou danos.

Apesar dos consideráveis ​​danos ao transporte rápido, sua tripulação colocou todo o equipamento essencial em operação em 15 minutos. Aliviada por Walter C. Wann (DE412) mais tarde naquela noite, ela parou em Hagushi para enfrentar um oficial de detonação de bombas e moveu-se duas milhas mar adentro, onde o insucesso foi desarmado e jogado no mar. Tatum voltou para Hagushi na manhã seguinte; em seguida, mudou-se para Kerama Retto para reparos.

Tatum passou por reparos temporários e partiu da área de Okinawa em 11 de junho para escoltar um comboio até Ulithi. De lá, ela rastreou Briareus (AR-12) para San Pedro Bay, Leyte, onde seus reparos permanentes foram concluídos; e Tatum conduziu exercícios com Texas (BB-35), Mississippi (BB-41), Gainard (DD706) e Barber (APD-57) 'Em 18 de agosto, ela partiu de San Pedro Bay para escoltar Idaho (BB-42) e Mississippi para Okinawa, entrando em Buckner Bay no dia 21.

Tatum passou mais oito meses no Extremo Oriente, auxiliando em várias fases da ocupação e reconstrução do pós-guerra. Entre 9 e 11 de setembro, ela exibiu uma unidade-tarefa que transportava oficiais da ocupação de Buckner Bay para Wakanoura Wan, Honshu, Japão. Ela permaneceu lá até 19 de setembro, ajudando na evacuação de prisioneiros de guerra aliados. De lá, ela mudou para Nagasaki, onde forneceu barcos para a piscina de evacuação. Em 25 de setembro, Tatum embarcou para a baía de Buckner, onde chegou no dia seguinte. Três semanas depois, o transporte de alta velocidade partiu para as Filipinas. Em Manila, ela se juntou a um comboio de navios com destino à Indochina Francesa e chegou a Haiphong em 2 de novembro. Depois de embarcar soldados do 52º Exército chinês, o comboio partiu no dia 4 para Chinwangtao onde chegou no dia 12 e desembarcou as tropas.

Tatum continuou a transportar passageiros entre portos chineses até meados de abril de 1946. No dia 12, ela saiu de Hong Kong para retornar aos Estados Unidos. Após paradas em Guam, nos Marshalls e em Pearl Harbor, o navio chegou a San Pedro, Califórnia, em 9 de maio de 1946. No dia 18, ele retomou sua viagem para o leste e chegou a Filadélfia, Pensilvânia, em 3 de junho. Em 5 de julho, ela estava no Navy Yard de Charleston (S.C.) passando por uma revisão de inativação. Em meados de outubro, o transporte de alta velocidade foi rebocado para Green Cove Springs, Flórida, onde foi colocado fora de serviço em 15 de novembro de 1946. Tatum permaneceu fora de serviço, na reserva, até 1 de junho de 1960, quando seu nome foi retirado da Marinha lista Em 8 de maio de 1961, ela foi vendida como sucata para a Southern Scrap Metal Co., New Orleans La.

Tatum ganhou duas estrelas de batalha durante a Segunda Guerra Mundial.


Tatum DE-789 - História

A noite de sexta-feira será para sempre conhecida como o Milagre da Calçada.

Ou talvez seja conhecido como The Jayson Tatum Game.

Qualquer que seja o enredo escolhido para levar com eles na noite de sexta-feira, será memorável por muitos, muitos anos que virão.

Atrás do recorde da franquia de Tatum com 60 pontos, o Boston Celtics encenou uma reviravolta milagrosa e conquistou uma vitória por 143 a 140 na prorrogação sobre o visitante San Antonio Spurs. Boston perdia por até 32 pontos durante o primeiro tempo e por 29 pontos no intervalo, marcando o segundo maior déficit de intervalo superado na história da NBA, de acordo com ESPN Stats & Info. Além disso, os times da NBA haviam perdido 1.014 jogos consecutivos após perder por 32 ou mais pontos, de acordo com a Associated Press, antes que o time do Celtics acertasse o intervalo nessa seqüência.

Esta foi uma vitória que desafiou todas as probabilidades e foi de natureza histórica - literalmente.

“O déficit de mais de 30 pontos que superamos, nem mesmo como vimos pessoalmente ou assistimos”, disse o estreante Aaron Nesmith, que desempenhou um papel fundamental na recuperação ao marcar 16 pontos fora do banco. “Fazer parte disso é simplesmente incrível.”

Jaylen Brown acrescentou sobre o retorno histórico de sua equipe: “Acho que nunca participei de um retorno de 30 pontos e foi o momento perfeito”.

Com certeza foi, e tudo aconteceu ao longo dos 19 minutos finais do regulamento mais a prorrogação quando as mãos quentes de Tatum começaram a jogar bolas de fogo na cesta.

Começando na marca de 6:14 do terceiro quarto, com Boston perdendo por 26, Tatum saiu em uma corrida que contou com 34 pontos nos últimos 23 minutos e 14 segundos do tempo regulamentar e prorrogação. Para colocar isso em perspectiva, toda a equipe de San Antonio marcou um total de 47 pontos no mesmo período.

A corrida de Tatum incluiu cinco pontos durante o terceiro quarto, 21 durante o quarto período e outros 10 durante a sessão de prorrogação.

Este aumento de pontuação levou Tatum ao topo da lista de pontuação de um único jogo de Boston com Larry Bird. Bird também marcou 60 pontos, o recorde de sua carreira, em 12 de março de 1985, contra o Atlanta Hawks.

A performance de sexta-feira de Tatum também não foi a primeira que o colocou no mesmo intervalo de Bird. Há apenas três semanas, Tatum marcou 53 pontos durante uma vitória na prorrogação sobre o Minnesota Timberwolves, que o colocou na mesma conversa que grandes nomes do Celtics como Bird e Kevin McHale no que diz respeito aos esforços de pontuação em um único jogo. Depois desse jogo, ele disse que ser mencionado ao lado daqueles grandes nomes de todos os tempos foi "uma honra".

Tatum não será mais apenas mencionado ao mesmo tempo por aqueles grandes. Ele agora está cimentado como um desses grandes, ao sentar-se no topo da lista de pontuação individual com ninguém menos que o próprio Larry Legend. Tatum deu uma risada de descrença depois que o fato foi recitado para ele, antes de tentar juntar as palavras para uma reação.

“Isso é ... é difícil - eu não sei”, disse ele durante sua entrevista coletiva após o jogo. “Obviamente, sempre que você é mencionado como um dos 10 melhores jogadores de todos os tempos em qualquer estatística, obviamente isso é uma coisa boa. É algo que nunca pensei que teria imaginado nesta idade. ”

O jovem de 23 anos então concluiu afirmando o que era muito óbvio para todos que estavam ouvindo: "É difícil colocar em palavras, mas é apenas um sentimento surreal."

Da mesma forma, foi uma sensação surreal para seus companheiros de equipe assistir ao desenrolar do desempenho de Tatum, mas eles não teriam feito de outra maneira.

A pontuação de Tatum trouxe Boston de volta ao jogo no início do terceiro quarto, e o C finalmente empatou com 5:36 restantes no regulamento. Naquela altura, Tatum já havia marcado 13 pontos no placar, mas tinha mais oito para marcar para mandar o jogo para a prorrogação.

O domínio de Tatum foi levado direto para a sessão extra, quando ele marcou 10 dos 15 pontos do Boston enquanto pressionava constantemente a defesa do San Antonio. Ele fez e tentou seis arremessos livres durante o quadro extra, e deu a assistência de hóquei que levou à mudança de jogo de 3 pontos de Brown para ajudar a selar a vitória extraordinária de Boston.

Pegue qualquer uma das circunstâncias incríveis de sexta-feira à noite por conta própria e você terá uma noite incrível para lembrar.

Do ponto de vista da equipe, esses Celtics se tornaram o primeiro grupo na história da franquia a superar um déficit de 29 ou mais pontos no intervalo, e se tornaram a primeira equipe em 1.015 tentativas de obter uma vitória depois de perder pelo menos 32 pontos.

De uma perspectiva individual, Tatum gravou seu nome no topo dos livros de história do Celtics com um desempenho sensacional de 60 pontos que o leva ao lado de um dos maiores nomes do jogo em Bird.

Adicione esses dois enredos juntos e você tem uma situação que foi resumida perfeitamente pelo próprio Tatum: "Foi uma noite especial", disse ele

Com certeza foi, e é um que viverá na história do Celtics por muitos anos.


Escolta de Destruidor

Este é o composto dos desenhos de bombordo e estibordo para o desenho de projeto 32 / 11D para o Buckley escoltas de destróieres de classe datadas de 22 de dezembro de 1943. As cores verticais usadas foram preto fosco (BK), cinza oceano (5-O) e cinza claro (5-L) com cinza nebuloso (5-H) para 5-L para obter Medida 31 em vez da Medida 32. Nota, o desenho incluía as vistas da proa e da popa, e uma baleeira a estibordo e a bombordo.

O primeiro desenho do Design 11D foi anexado ao memorando de 15 de julho de 1943 para a PacFleet para o Benson classe. O Design 11D foi desenhado para o Sims e Fletcher classes de contratorpedeiros em março de 1944. O padrão 11D para o Buckley A escolta de destruidores acima foi modificada quando desenhada para essas classes posteriores, invertendo a bombordo e estibordo. Então, o painel proeminente na proa de estibordo do Buckley desenho apareceu na proa de bombordo dos desenhos do destróier e muitos painéis dos destróieres ficaram maiores e mais escuros e o painel triangular preto no porto não estava presente. Uma versão & # 8220experimental & # 8221 deste projeto também foi enviada para o encouraçado USS Indiana (BB-58) em 16 de setembro de 1943 e usado por ela em outubro.


Dicionário de navios de combate navais americanos

O segundo Santee foi lançado em 4 de março de 1939 como Esso Seakay ao abrigo de um contrato da Comissão Marítima (casco MC 3) pela Sun Shipbuilding and DryDock Co., em Chester, Pa. patrocinado pela Sra. Charles Kurz adquirido pela Marinha em 18 de outubro de 1940 e comissionado em 30 de outubro de 1940 como AO-29, Comdr . William G.B. Escotilha no comando.

Antes de sua aquisição pela Marinha, Esso Seakay foi operado pela Standard Oil de New Jersey, na costa oeste. Durante seu serviço comercial, ela estabeleceu vários recordes de transporte rápido de petróleo.

Após o comissionamento, Santee servido no Atlântico. Quando a neutralidade americana terminou em 7 de dezembro de 1941, Santee estava carregando óleo para um aeródromo secreto em Argentia, Newfoundland. Na primavera de 1942, Santee's a conversão para porta-aviões foi iniciada no Norfolk Navy Yard.

Em 24 de agosto de 1942, Santee foi comissionado como um transportador de escolta, Comdr. William D. Sample no comando. O ACV foi equipado com tanta pressa que operários de Norfolk ainda estavam a bordo durante seu treinamento de shakedown e seus conveses estavam cheios de provisões. Após a conversão, nominalmente concluída em 8 de setembro, Santee relatou à Força-Tarefa 22 e o primeiro avião pousou em sua cabine de comando no dia 24.

Após o shakedown, Santee partiu das Bermudas em 25 de outubro com destino à costa da África. Enquanto o porta-aviões de escolta estava a caminho no dia 30, um bombardeiro explorador SBD-3 sendo lançado de uma catapulta lançou uma bomba de profundidade de 325 libras na cabine de comando. Rolou para fora do convés e detonou perto da proa de bombordo, sacudindo todo o navio, levando o telêmetro e uma base de holofotes, e danificando antenas de radar.

No entanto, Santee continuou fervendo com o Grupo de Tarefas 34.2. Em 7 de novembro, o porta-aviões de escolta, com contratorpedeiros Rodman (DD-456) e Emmons (DD-457), e minelayer, Monadnock (CMc-4), deixou a formação e, na manhã seguinte, tomou posições ao largo de Safi, do Marrocos Francês. Santee lançou aviões e abasteceu navios até sexta-feira, 13 de novembro, quando retornou ao TG 34.2 e retornou às Bermudas. O grupo partiu daquela ilha no dia 22 e ancorou em Hampton Roads dois dias depois.

Após os reparos de viagem e doca seca, Santee começou com o destruidor Eberle (DD-430), em 26 de dezembro. Em 1 de janeiro de 1943, Santee ancorado em Port of Spain, Trinidad. Dois dias depois, com destruidores Eberle e Livermore (DD-429), ela rumou para o litoral do Brasil. Depois de desembarcar passageiros em Recife, ela navegou para se juntar à Unidade de Tarefa 23.1.6 no mar para apertar o nó da navegação mercante inimiga e da atividade naval no Atlântico sul.

Por um mês, seus aviões voaram missões anti-submarino e patrulhas regulares. No dia 15 de fevereiro, a escolta embarcou em Recife, permanecendo até o dia 21. Voltar conduzindo surtidas de rotina da mesma maneira, Santee operou de 21 de fevereiro a 2 de março, quando voltou a se instalar em Recife.

Seu próximo período no mar, que começou em 4 de março, trouxe uma ação. Em 10 de março, cruzador leve Savana (CL-42) e Eberle estavam investigando um navio de carga que havia sido avistado por Santee's aeronave e que foi provisoriamente identificada como a Karin, um mercador holandês. Acabou por ser o corredor de bloqueio alemão Kota Nopan (ex-holandês Kota Pinang) Enquanto o Eberle O grupo de embarque aproximou-se, explosivos colocados pela tripulação em abandono detonados, matando oito internos. Em 15 de março, Santee partiu para Norfolk e ancorou em Hampton Roads no dia 28.

Em andamento novamente em 13 de junho, com quatro destróieres empilhados, Bainbridge (DD-246), Overton (DD-239), e MacLeish (DD-220), Santee chegou a Casablanca em 3 de julho. Quatro dias depois, o porta-aviões de escolta partiu do porto com um comboio de tanques vazios com destino a casa. Nenhum submarino foi avistado, mas um de seus Vingadores fez um pouso forçado na Espanha, e sua tripulação foi internada. Santee's O pequeno grupo de trabalho deixou o comboio em 12 de julho com ordens para operar de forma independente contra as concentrações de submarinos nazistas a sul dos Açores. Ela permaneceu neste trabalho anti-submarino até 25 de julho e conseguiu atacar sete U-boats na superfície, ao preço de dois bombardeiros de mergulho Dauntless.

No dia 25, ela se juntou a um comboio com destino a oeste, que chegou à costa da Virgínia em 6 de agosto. Em 26 de agosto, Santee, com destruidores Bainbridge e Greer (DD-145), novamente dirigiu-se ao Atlântico e dois dias navegando os trouxe para as Bermudas.

Santee fez outro comboio das Bermudas a Casablanca e de volta a Hampton Roads de 29 de agosto a 13 de outubro. Em 25 de outubro, o porta-aviões de escolta partiu da costa leste para Casablanca, chegando a Basin Delpit em 13 de novembro. Saindo de Casablanca no dia seguinte, ela se encontrou no dia 17 com Iowa (BB-61), levando o presidente Roosevelt. Depois de fornecer cobertura aérea para o encouraçado e sua escolta por vários dias, Santee foi mandada para o Golfo da Biscaia, onde se dedicou ao trabalho anti-submarino até o final de novembro.

Conforme TG 21.11, Santee e um trio de four-stackers patrulhou o Atlântico Norte de 1 a 9 de dezembro. O grupo foi dissolvido na chegada ao Norfolk Navy Yard em 10 de dezembro, e Santee, sem sua aeronave, saiu de Norfolk em 21 de dezembro e rumou para Nova York na companhia de um navio de guerra Texas (BB-35) e vários contratorpedeiros. De 22 a 28 de dezembro, o porta-aviões de escolta lotou seu hangar e convés de vôo com caças P-38 em Staten Island. Partindo em comboio no dia 29, ela navegou sem ser desafiada pelo Atlântico Norte, chegando a Glasgow em 9 de janeiro de 1944.

Esvaziado de sua carga de P-38, Santee partiu de Glasgow em comboio em 13 de janeiro e retornou a Norfolk no dia 24. Ela saiu de Norfolk em 13 de fevereiro com escolta de destruidor Tatum (DE-789), transitou pelo Canal do Panamá em 18 e 19 de fevereiro e atracou em San Diego no dia 28. Lá, Santee Embarcou 300 membros da Marinha e do Corpo de Fuzileiros Navais e 31 aeronaves para entrega em Pearl Harbor. Ela também enfrentou 24 caças Wildcat e bombardeiros de mergulho Avenger como seus próprios instrumentos de guerra.

Estando fora da Baía de San Diego em 2 de março, o CVE descarregou sua aeronave e seu pessoal em Pearl Harbor após sua chegada no dia 9.

Escort transportadoras Sangamon (CVE-26), Suwanee (CVE-27), Chenango (CVE-28) e Santee, todos ex-petroleiros, enxamearam de Pearl Harbor com um bando de destróieres em 15 de março, rumo ao sudoeste. Divisão de transportadores designados (CarDiv) 22, eles se juntaram aos porta-aviões rápidos da 5ª Frota em 27 de março e aceleraram para oeste em direção ao Palaus. Lá, seus aviões CarDiv 22 voaram patrulhando petroleiros vulneráveis ​​antes de definir o curso para Espiritu Santo nas Novas Hébridas em 4 de abril.

Nesta fase de encerramento da campanha da Nova Guiné, Santee abastecido e abastecido perto de Espiritu Santo de 7 a 10 de abril, em seguida, navegou para Purvis Bay, Solomons, no dia 13. A CarDiv 22 juntou-se à CarDiv 24 e a um esquadrão de destróieres em 16 de abril e definiu o curso para a Nova Guiné.

Santee's aeronaves do grupo aéreo ajudaram a destruir 100 aeronaves inimigas e a destruir aeródromos inimigos antes do pouso, antes de partir para a Ilha Manus, no Almirantado, em 24 de abril. Chegando a Seeadler Harbor no dia seguinte, Santee e os navios de sua irmã pegaram combustível e comida e navegaram novamente no dia 26 para a Holanda. De 12 de maio a 1 de junho, Santee negociou sua própria arma aérea por 66 Corsairs e 15 Hellcats e pessoal da Marine Air Group 21. Em 2 de junho, a Carrier Division 22 partiu para o norte para o Atol de Kwajalein nos Marshalls. Em 4 de agosto, o CVE alcançou o recém-conquistado Guam. As 81 aeronaves do Grupo Aéreo 21 se tornaram as primeiras aeronaves a operar a partir da ilha reconquistada.

Após exercícios de treinamento e o reembarque de seus próprios aviões em Manus, Santee começou em 10 de setembro e encontrou-se com a Força-Tarefa 77 perto da Ilha Mapia. Em Morotai nas Molucas, Santee Vingadores bombardearam instalações terrestres. Um avião foi perdido para o inimigo, mas Santee ela mesma não teve contato com os japoneses. Em 1º de outubro, o CVE estava de volta a Seeadler Harbor.

Partindo de Manus em 12 de outubro, Santee e os combatentes que os acompanharam alcançaram as águas das Filipinas no dia 20. Os artilheiros do porta-aviões de escolta abateram um avião inimigo durante um ataque aéreo naquela manhã, e sua aeronave espirrou em mais dois.

Às 0736 do dia 25 de outubro, Santee lançou cinco aeronaves Avenger e oito Wildcat para um ataque contra unidades de superfície japonesas cerca de 120 milhas ao norte. Às 07h40, um avião japonês fez um mergulho suicida em Santee com uma bomba estimada de 63 quilos, atingindo o convés de vôo e parando no convés do hangar. Em 0756, um torpedo atingiu o navio, causando inundação de vários compartimentos e uma lista de seis graus. Os reparos de emergência foram concluídos em 0935.

Entre 18 e 27 de outubro, Santee aviões abateram 31 aviões japoneses e afundaram um navio de munição de 5.000 toneladas, além dos danos infligidos por metralhamento durante suas 377 surtidas. Em 31 de outubro, o CVE ancorou em Seeadler Harbor para reparos temporários nos danos da batalha.

Em andamento novamente em 9 de novembro, ela atracou em Pearl Harbor no dia 19. Após mais reparos, o porta-aviões de escolta embarcou 98 fuzileiros navais para transporte para os Estados Unidos e entrou no porto de Los Angeles em 5 de dezembro. Santee completou o ano passando por reparos para danos de batalha e revisão geral.

Após testes pós-reparo em San Diego, o porta-aviões de escolta rumou para o Havaí em 31 de janeiro de 1945 e chegou a Pearl Harbor em 8 de fevereiro. Em 7 de março, ela partiu para Ulithi nas Carolinas Ocidentais, alterando seu curso no caminho para ajudar na busca pelo B-24 que havia desaparecido enquanto transportava o Tenente-General Millard F. Harmon do Exército, antes de ancorar em 19 de março. Dois dias depois Santee navegou em direção ao Golfo de Leyte. '

Em 27 de março, Santee partiu das Filipinas para fornecer cobertura aérea aos grupos de transporte do sul Dog e Easy a caminho da área do objetivo em Okinawa Gunto para a invasão de Okinawa Jima, a maior operação combinada da guerra do Pacífico.

No Domingo de Páscoa, 1 ° de abril de 1945, Santee forneceu apoio direto às forças terrestres americanas que aterrissaram em Okinawa e continuou seu dever até 8 de abril, quando se voltou para ajudar os porta-aviões britânicos a negar o uso dos aeródromos Sakishima Gunto ao inimigo. Por 42 amanheceres consecutivos, Santee's aeronaves voaram sobre setores-alvo no Mar da China Oriental, com retornos diários à própria Okinawa para apoio de rotina em solo. Em 16 de junho, Santee lançou uma missão de caça-bombardeiro contra alvos específicos em Kyushu, Japão.

Saindo da área de Okinawa naquele dia, Santee chegou ao Golfo de Leyte no dia 19, onde pequenos reparos foram feitos. Em 1 de julho, ela operou a oeste de Okinawa de 5 a 14, cobrindo operações de remoção de minas. Em 7 de julho, um gancho de cauda quebrou em uma aeronave que pousava, permitindo-lhe ultrapassar todas as barreiras, bater entre os aviões estacionados e causar um incêndio. Quatro caças e dois torpedeiros foram alijados, seis torpedeiros foram transformados em insucessos e um dos pilotos da aeronave estacionada foi morto.

Santee foi destacado da unidade de tarefa em 15 de julho e seguiu para Guam, chegando ao porto de Apra quatro dias depois. Após os reparos da cabine de comando e manutenção geral, o porta-aviões de escolta partiu em 5 de agosto para Saipan, participando do treinamento de porta-aviões para esquadrões que voaram daquela ilha durante a rota. Ancorando no porto de Saipan no dia 9, o CVE teve início para as Filipinas no dia 13 de agosto. Santee recebeu notícia do fim das hostilidades contra o Japão no dia 15 e ancorou na baía de San Pedro, Leyte, dois dias depois.

Em 4 de setembro, enquanto a caminho da Coreia para apoiar as forças de ocupação lá, Santee foi ordenado ao norte de Formosa para evacuar ex-prisioneiros de guerra. Em 5 de setembro, o porta-aviões de escolta recebeu, da escolta de contratorpedeiro Kretchmer (DE-329), 155 oficiais e homens dos exércitos britânico e indiano. Esses soldados foram capturados pelos japoneses na Malásia em 1942. Eles receberam ajuda médica e atracaram no convés do hangar. No dia seguinte, Santee pegou mais homens de escoltas de contratorpedeiro Finch (DE-328) e Brister (DE-327), perfazendo um total de 322 oficiais e soldados. Eles incluíam 30 oficiais e homens do Exército e da Marinha americanos que haviam sido levados em Bataan e Corregidor, e 10 oficiais e homens do Exército Holandês e da Marinha Mercante, capturados em Java. Em 9 de setembro, Santee desembarcaram os 477 desabrigados na baía de Manila.

Cinco dias depois, Santee saiu da baía de Manila e navegou para Okinawa, ancorando na baía de Buckner no dia 19. Em andamento novamente no dia seguinte, Santee chegou a Wakanoura Wan, Honshu, Japão, no dia 22d. De 24 a 26 de setembro, Santee vaporizado ao longo da costa, fornecendo cobertura aérea para as forças de ocupação que pousam em Wakayama.

Santee partiu de Wakanoura Wan em 3 de outubro, deixou sua formação no dia 6 para procurar uma aeronave PBM desaparecida que transportava o contra-almirante William D. Sample, o primeiro comandante do navio após sua conversão para porta-aviões de escolta.

Em 20 de outubro, Santee partiu para Okinawa, chegando dois dias depois à baía de Buckner. Em 23 de outubro, Santee partiu para Pearl Harbor, onde desembarcaram 375 passageiros em 4 de novembro. No dia seguinte, Santee continuou seu papel na operação "Magic Carpet" embarcando 18 fuzileiros navais com destino à costa oeste.

Ancorando em San Diego em 11 de novembro, Santee permaneceu lá até o dia 26, quando ela partiu para Guam na missão adicional do "Tapete Mágico".

Em 27 de fevereiro de 1946, Santee partiu de San Diego e chegou ao porto de Boston em 25 de março, via Canal do Panamá. O CVE foi colocado em reserva no dia 21 de outubro. Santee foi reclassificado em 12 de junho de 1955 como um porta-aviões de escolta, CVHE-29, e retirado da lista da Marinha em 1 de março de 1959. Em 5 de dezembro de 1959, ela foi vendida para a Master Metals Co. para sucateamento.


Tatum DE-789 - História

Para entender melhor essas informações, uma breve revisão do histórico é útil.

563 DEs foram construídos entre janeiro de 1942 e setembro de 1945
A primeira quilha DE foi colocada em 27 de janeiro de 1942 no Boston Navy Yard para DE 8
USS Steele (classe Evarts)
DEs foram nomeados para heróis da Marinha, da Marinha ou da Guarda Costeira

Durante a Segunda Guerra Mundial:

30 DEs foram tripulados pela Guarda Costeira dos EUA
78 DEs foram transferidos sob Lend-Lease para a Marinha Real do Reino Unido, 6 para a França Livre
Marinha e 8 para a Marinha do Brasil
94 DEs foram modificados para transportes de alta velocidade (APDs) e atribuídos à American
Frotas e grupos de tarefas

A divisão dos DEs da Segunda Guerra Mundial em seis classes diferentes foi baseada na configuração do motor.

Classe Evarts (GMT)
Esses foram os primeiros EDs a serem construídos. 105 foram encomendados, mas 8 foram cancelados
13 de março de 1944, deixando um total de 97 construídos. Destes 97, 32 foram consignados
para a Marinha Real. Os 65 restantes serviram na USN.

Classe Cannon (DET)
Os planos originais previam a construção do 116. Quarenta e quatro foram cancelados e destes alguns
nunca foram lançados, outros lançados, mas nunca lançados, e outros lançados, mas
nunca comissionado.
Dos 72 construídos, 58 serviram na USN.
Sob Lend-Lease 8 foram transferidos para a Marinha do Brasil e 6 para a França Livre
Marinha.

Classe Edsall (FMR)
85 foram construídos, dos quais 30 eram tripulados por tripulações da Guarda Costeira dos EUA

Classe Buckley (TE)
A maior das seis classes
1 54 foram construídos
108 foram consignados à Marinha dos Estados Unidos. Em maio de 1944, 50 dos 108 foram reclassificados, como
eles se tornaram disponíveis, para conversão em APD, mas, no final das contas, apenas 43 foram convertidos.
46 foram consignados à Marinha Real

Classe Rudderow (TEV)
72 foram construídos
50 foram transferidos para o programa APD. Os 22 restantes foram comissionados
a s DEs.

Classe John C. Butler (WGT)
Apenas 83 foram concluídos antes do final da guerra, embora muitos mais tenham sido autorizados.
No entanto, 3 dos 83 não foram comissionados até o final da Segunda Guerra Mundial.

** Observa que o navio foi convertido para APD durante a construção e nunca serviu como DE.
Apenas navios convertidos de cascos DE estão incluídos.
Os navios programados para conversão, mas não convertidos ou convertidos, mas nunca atendidos, não são indicados como tal.

APD- Transporte - Alta Velocidade DER- Escolta de piquete de radar IX- Embarcação de Alojamento -
Afligido - Não Operacional
AGDE- Escort Research Ship EDE- DE Use para experimentos TEG- Navio de fornecimento de energia
DEC- Navio de Escolta de Controle FF- Fragata WDE- Patrulha Meteorológica DE
DEG- Míssil Guiado DE LPR- Transporte Anfíbio Pequeno
(Anteriormente APD)
K - Designação Naval Real Britânica
F- Designação da Marinha Francesa

As informações acima foram compiladas por dois pesquisadores DE e o webmaster do DESA, que se dedicam a preservar a história do Destroyer Escort e publicar informações historicamente corretas. Muitos recursos foram consultados e as informações foram verificadas, verificadas novamente e com referências cruzadas. Anos de pesquisa foram feitos para reunir essas informações detalhadas. Essas informações estão corretas de acordo com o melhor conhecimento dos pesquisadores. Os pesquisadores estão cientes de que existem informações na Internet que divergem dessas informações. As correções são bem-vindas em um esforço para apresentar as informações mais precisas disponíveis. As correções devem ser enviadas ao webmaster junto com a documentação completa do recurso para as informações.


Tatum DE-789 - História

Sete anos atrás, o segundo ano do ensino médio Jayson Tatum participou de um acampamento de basquete dirigido por Kevin Durant, durante o qual ele teve a oportunidade de conhecer e escolher a mente de um de seus ídolos de infância.

Foi um momento surreal para Tatum simplesmente estar na presença do homem que acabara de ganhar o prêmio NBA MVP daquele ano, embora ele evidentemente tenha deixado uma forte impressão no tetracampeão da liga também.

“Você vai estar no Hall da Fama um dia”, disse Durant a Tatum, de acordo com um post na página de Instagram de Tatum daquele dia. "Continue trabalhando."

Tatum seguiu o conselho de Durant, esperando que um dia ele pudesse competir contra os melhores de todos os tempos.

Eventualmente, o sonho se tornou realidade, quando Tatum entrou na NBA em 2017 e desde então registrou cinco confrontos da temporada regular contra Durant. And now, that dream will reach even greater heights, as Tatum will lead the Boston Celtics into a first-round playoff matchup against Durant’s Brooklyn Nets beginning Saturday night.

Two days before going to battle, Tatum took a trip down memory lane recalling his first meeting with Durant and noted how wild it is that they are now meeting again years later on the playoff stage.

“I think it’s pretty cool,” Tatum said following Celtics practice Thursday afternoon. “I always envisioned when I took pictures with those guys that one day I would be in their shoes. It’s cool. Obviously I knew him pretty well, and getting a chance to compete against him, knowing that he was a guy I really looked up to when I was in middle school, high school, it’s cool to see those things kind of come around full circle.”

The respect has also come full circle. After admiring Durant’s unique skill set for so many years, Tatum, in his ascent to superstardom, has gained Durant’s praise right back.

"JT is one of those guys that brings his own version of scoring and defending and passing and just being an overall basketball player," Durant said Wednesday afternoon. "He is unique, and we all appreciate and respect it. I know how tough it’s going to be out there, and I’m looking forward to that challenge."

So far, Durant has had the upper hand in their matchups, as he’s averaged 25.8 points, 5.4 rebounds and 2.6 assists to Tatum’s 14.6 points, 5.4 rebounds, and 1.2 assists, while also owning a 3-2 record. Though, it’s worth noting that most of those matchups came toward the beginning of Tatum’s career, given that they have only faced off once since the 2018-19 season.

Their only recent matchup took place on Christmas Day of this season, during which Tatum logged 20 points, eight rebounds, and two assists, while Durant recorded 29 points, four rebounds, and three assists while leading his Nets to a 123-95 win.

Since that date, however, Tatum has risen to even greater heights as a scorer, as he’s logged three 50-point games over the past six weeks, including a 50-point effort during Tuesday’s play-in win over the Washington Wizards.

Now that the playoffs have arrived, expect Tatum to turn it up even more – especially since he’s about to go toe-to-toe with one of his childhood idols.


High Speed Transport (APD) [ edit | editar fonte]

On 12 December 1944, she began conversion to a high-speed transport at Tompkinsville. On 15 December 1944, she was officially redesignated APD-81. ΐ]

Tatum (APD-81) cleared Tompkinsville on 6 March 1945, steamed to the Chesapeake Bay for training until the 14th, and stood out of Hampton Roads on the 16th in company with Prentiss. Following port calls at Panama and San Diego, Tatum entered Pearl Harbor on 12 April 1945. She conducted more training in the Hawaiian Islands before getting underway with a convoy headed, via the Marshalls and Carolines, for the Ryūkyūs. & # 913 & # 93

Tatum arrived off Okinawa's Hagushi beaches on 19 May and reported for duty with the antiaircraft and antisubmarine pickets stationed around the island. At dusk on 29 May, the warship was proceeding to her radar picket station when she was attacked by four enemy planes. As the first intruder swooped in across her bow, Tatum's guns opened up and scored hits on his wing and fuselage. He banked sharply and headed for the ship's starboard side. About 40 feet from her, the plane's left wing and tail struck the water, jarring loose his bomb. It skipped off the surface, struck and careened off the underside of a gun sponson, and pierced Tatum's hull and two of her longitudinal bulkheads. The dud came to rest with its nose protruding eight inches into the passageway inboard of the executive officer's stateroom. The plane also skimmed over the water into Tatum, dented her hull, and knocked out her director fire control and communications with the engine room. & # 913 & # 93

Meanwhile, the second and third planes were setting up for their attack. Tatum drove one of them off with gunfire, but the other pilot continued on toward the ship until a hail of gunfire caused him to lose control of his aircraft. He banked sharply to the right, passed by Tatum's port side, and splashed about 100 yards astern. Within seconds, his cautious comrade renewed his attack. He dove on the fast transport, barely missing the port wing of her bridge, and Tatum's antiaircraft fire followed him up as he climbed, did a wing-over, and prepared to come in again. His third and final attack carried him across the ship's fantail and into the water about 50 feet from her starboard quarter. & # 913 & # 93

The fourth plane apparently had been holding back waiting for his colleagues to open a favorable route of attack. He then circled, banked to his left, and dove at Tatum. Her barrage ripped off part of his left wing, and he plummeted toward the water, splashing into the sea about 30 feet from her port bow. Then an underwater explosion rocked Tatum severely but caused no damage. & # 913 & # 93

Despite considerable damage to the fast transport, her crew had all essential equipment back in operation within 15 minutes. Relieved by Walter C. Wann later that evening, she stopped at Hagushi to take on a bomb disposal officer and moved two miles out to sea where the dud was disarmed and dropped overboard. Tatum returned to Hagushi the following morning then moved to Kerama Retto for repairs. & # 913 & # 93

Tatum underwent temporary repairs and departed the Okinawa area on 11 June to escort a convoy to Ulithi. From there, she screened Briareus to San Pedro Bay, Leyte, where her permanent repairs were completed and Tatum conducted exercises with Texas, Mississippi, Gainard, e Barber. On 18 August, she departed San Pedro Bay to escort Idaho e Mississippi to Okinawa, entering Buckner Bay on the 21st. & # 913 & # 93

Tatum spent eight more months in the Far East, assisting in various phases of the post war occupation and reconstruction. Between 9 and 11 September, she screened a task unit carrying occupation officials from Buckner Bay to Wakanoura Wan, Honshū, Japan. She remained there until 19 September, assisting in the evacuation of Allied prisoners of war. From there, she shifted to Nagasaki where she supplied boats for the evacuation pool. On 25 September, Tatum put to sea for Buckner Bay where she arrived the following day. Three weeks later, the high-speed transport sailed for the Philippines. At Manila, she joined a convoy of troopships bound for French Indochina and arrived at Haiphong on 2 November. After embarking soldiers of the Chinese 52d Army, the convoy got underway on the 4th for Chinwangtao where it arrived on the 12th and disembarked the troops. & # 913 & # 93

Tatum continued to shuttle passengers between Chinese ports until mid-April 1946. On the 12th, she stood out of Hong Kong to return to the United States. After stops at Guam, in the Marshalls, and at Pearl Harbor, the ship reached San Pedro, California, on 9 May 1946. On the 18th, she resumed her voyage east and arrived at Philadelphia, Pa., on 3 June. By 5 July, she was in the Charleston (S.C.) Navy Yard undergoing inactivation overhaul. In mid-October, the highspeed transport was towed to Green Cove Springs, Florida where she was placed out of commission on 15 November 1946. Tatum remained out of commission, in reserve, until 1 June 1960 when her name was struck from the Navy List. On 8 May 1961, she was sold for scrap to the Southern Scrap Metal Co., New Orleans, Louisiana Α]


Tatum DE-789 - History

D. C. Jones has drawn many scenes of the life on Ie Shima from here is a drawing of the ship USAT Kota Inten

Click Here's a drawing of the United States Army Transport Ship USAT Kota Inten April 17 to May 19, 1944 on the island of Ie Shima. On April 10 1941, President Franklin Delano Roosevelt sent a message to Congress asking for the power to requisition idle foreign ships in American Waters for the war effort.

On June 6th, 1941 Public Law 101, (H.R. 4466) allowed the Acquisition of foreign merchant vessels. At this time there were 84 Voluntarily inactive large ships in American ports. the Ship Requisition Act signed on that day allowed the U.S. Coast Guard to seize these vessels for the war effort Click here to see a list of theses foreign ships and read about the 27 Italian Ships and the 1 German ship that was seized for violation of the Espionage Act of 1917. Click Here to read a History Channel forum about these ships. History Channel title 1943 Second Front. The Kota Inten was a general cargo / passenger ship with a displacement of 7,191 tons. It was 450 feet long, 61 feet wide and 29.5 feet tall. The engines were the M.A.N. diesels with 5,200 horse power with a single screw giving it a speed of 14 knots. The ships builder was Maats. Fyenoord, Rotterdam, the Netherlands in 1927 and was scrapped in Hong Kong in 1958. Click here for some great, very detailed pictures of a scale model of the Kota Inten and more information.

Look at these exhibits and tell me what these men really fought for.
the 34th fighter Squadron
USS Kitty Hawk


And London, England

Chat's New: See note below about Martha Bynum, wife of Edward Tatum. Further, information has been added for William Tatum, father of the immigrant, Nathaniel Tatum I, including the name of a second wife and names of additional children. Pdf's for William's two wives and a timeline for them are provided at top, left. Also see information added, beginning in seventh paragraph below. In addition, a Samuel Tatum/Tatem, who came to Bermuda by 1626, may be the Samuel Tatum born in 1594 to William Tatum and presumably his first wife, Ellen. Family group sheets and timelines have been added for Samuel of London and Samuel of Bermuda. It is interesting to note that Samuel of Bermuda had sons named Nathaniel, Nehemiah, and Samuel. Nehemiah was the name of a brother of the Virginia immigrant Nathaniel I. Nathaniel I the immigrant named two of his known sons Samuel and Nathaniel.

UMAfter learning that my ancestor, Sarah , who married Carter Cannon , was a Tatum , I began to research Sarah's Tatum ancestry. She was born about 1794 in Pendleton District, South Carolina, and died before 1874 in Tarrant County, Texas. Incidentally, many researchers have been confused by the "genealogy" of the area where Sarah, nicknamed "Sally," was born. Many give Pickens County, South Carolina, as her birthplace however, Pickens County did not exist until much later. Pendleton District was carved out of former Indian lands in 1789, surrendered by the Indians because they had fought on the side of the British in the American Revolutionary War. In 1826 Pendleton District was divided into Pickens District and Anderson District, which were called counties by the 1860s. Before the Indians lost their lands white people were not allowed to settle in that area. There is a separate web page for Carter Cannon's ancestry here: simcockcannongenealogy.com.

Sarah's parents were John Tatum (born about 1758 in Edgecombe County, North Carolina died in 1824 in Pendleton District, South Carolina) and an unknown wife. Although no record of John's wife's name has surfaced, I have wondered if it was Parthena because so many females in this family were named Parthena. Many people confuse this John Tatum with another one, born about 1762 in Spotsylvania County, Virginia, and died in 1824 in Dickson County, Tennessee. That John Tatum married (1) Peggy Phillips and (2) Mary Wright, and is well documented.

The South Carolina John's parents were Edward Tatum (born about 1726 in Prince George County, Virginia died in 1810 in Pendleton District, South Carolina) and Martha Bynum . Many people confuse this couple with another Edward Tatum and Martha. That Edward was born about 1750 in Brunswick County, Virginia, and he died in 1835 in Jefferson County, Alabama. His wife was Martha Daniel. Similarity of names in these typically large families makes genealogy very challenging. Now, for an update on "my" Martha, Martha Bynum . I cannot prove that Martha was a Bynum and a daughter of William Bynum, Sr., and Mary Fort however, I have matched DNA results with several people who claim descent from William Bynum, Jr., and Luke Bynum, both men who are hypothesized to descend from William Bynum, Sr., and Mary Fort. Martha was very likely their sister. By the way, Mary's maiden name is not proved, but an argument was made that it was Fort by Robert W. Baird, "Bob's Genealogy Filing Cabinet," www.genfiles.com, which states: 'William's wife, Mary Bynum, was probably the daughter of John Fort and Elizabeth Jordan. John Fort's will, dated 21 October 1724 in Surry County and proved on 10 March 1724/5 named his children, among them a daughter Mary, and was witnessed by John Phillips, a son-in-law, and William Bynum.' He cited "Surry County Wills & Deeds" Book 7, p. 632. This is from his chapter, "The Line of William Bynum (c1690-1746), grandson of John Bynum," page 3. James Bynum, described below as husband of Edward Tatum's sister, Rebecca , was a likely brother of Martha, Luke, and William, Jr.

The South Carolina Edward's parents were Nathaniel Tatum, Sr. (born about 1705 in Charles City County, Virginia died in 1750 in Edgecombe County, North Carolina), and Elizabeth , very likely Hawthorn . Nathaniel's parents were Edward Tatum (born about 1679 in Charles City County, Virginia died about 1739 in Surry County, Virginia) and Rebecca (unknown). That Edward's parents were Nathaniel Tatum II (b. 1635 Charles City County, Virginia d. 1719 Prince George County, Virginia) and Marie , very likely Robertson or Robinson . Nathaniel II was the son of Nathaniel Tatum I (born about 1599 London, England died after 1675 VA) and Ann unknown. I have included family group sheets and timelines for most of these couples.

In addition, this page includes family group sheets and timelines for other children of Nathaniel Tatum, Sr., and Elizabeth, perhaps Hawthorn, especially because little has been known about them. Their son, Peter , died in 1782 in Chatham County, North Carolina. Their son, Jesse , appears to have died before about 1764, perhaps in Edgecombe County, North Carolina. Their daughter, Rebecca , very clearly appears to have married James Bynum . Their son, Nathaniel Jr. , appears to be the Nathaniel Tatum who died in Hancock County, Georgia, about 1815. Nathaniel Jr.'s son, Nathaniel III , married Agnes B. Dent , and died in Hancock County, Georgia, in 1808, before his father died. His brother, William , then married Nathaniel's widow, Agnes. Some people confuse Nathaniel Tatum, Jr., with the Nathaniel Tatum who married Phoebe Fort however, that Nathaniel died in Rockingham County, North Carolina, before 1796, which was 12 years before Nathaniel III died in Hancock County, Georgia, leaving a will referring to his father as still alive in 1808.

Nathaniel Tatum I was sent by Bridewell Royal Prison and Hospital in London with 99 other children and youths, of whom 75 were males and 25 were "wenches," to the Virginia Colonies. According to "London Lives 1690 to 1800: Crime, Poverty and Social Policy in the Metropolis" at: www.londonlives.org/static/Bridewell.jsp: Bridewell Prison and Hospital was established in a former royal palace in 1553 with two purposes: the punishment of the disorderly poor and housing of homeless children in the City of London. Located on the banks of the Fleet River in the City, it was both the first house of correction in the country and a major charitable institution (reflecting the early modern definition of a "hospital").

A baptismal record for a Nathaniel Tatum in 1599 at Holy Trinity the Less Church in London is believed to be for this Nathaniel Tatum. It appears that his father, William Tatum , married (1) Ellen Kerke , in London in 1589 at St. Benet Gracechurch, and (2) Anne (unknown surname) about 1595. It appears that William Tatum and Ellen Kerke had three children ( Samuel #1 , Anne , and Samuel #2 ), of whom two died (Samuel #1 and Anne), with these records being from St. Michael, Crooked Lane, which parish is very close to St. Benet Gracechurch parish. William baptized Jeremiah on 27 February 1596, Nathaniel on 18 Nov 1599, and Nehemiah on 25 April 1602 at Holy Trinity the Less. Anne, William, Jeremiah, and Nehemiah were buried within a few days of each other in 1603, a year known for numerous deaths because of bubonic plague.

James R. Murphy maintains an excellent website with Tatum genealogy at www.planetmurphy.org. Numerous research contributions have been made to that website by Ed Tatum, [email protected] and Ronnie Tatum, [email protected], co-administrators of the Tatum DNA Project through Family Tree DNA, www.worldfamilies.net/surnames/tatum. Also notable is a website by Robert W. Baird, "Bob's Genealogy Filing Cabinet," www.genfiles.com, which has both Tatum and Bynum data. Others who have helped me with Tatum research include Jean Jones of Longview, Texas the late Steve Mays of Duncanville, Texas Dianne Doyle Stevens of North Andover, Massachusetts and professional genealogist, Brent H. Holcomb, of Columbia, South Carolina. Additional information is included in the family trees I have posted at Ancestry.com and Rootsweb's WorldConnect Project called "Famconnection1" or versions of this name.

If you use any of the research on this website, please give appropriate credit. If you find errors or new information, please let me know. Many times I have been the only proofreader and may have missed errors. You can contact me at:


Tatum DE-789 - History

Design History
Generally similar to the Evarts class, the Buckley s were longer by 20 feet and larger by 200 tons, in order to accomodate a new turbo-electric propulsion system. This system allowed the increase of power to the originally contemplated 12,000hp, which sufficed to propel the Buckley s at the original 24,5 knots. In this case, the improved hydrodynamics of the longer hull balanced off the increased drag of the large hull. This new hull also allowed the installation of a 533mm triple torpedo mount, bringing this class still closer to the originally scheduled DE design.

Modification History
Various minor modifications were made to these ships in the anti-air armament. Radar equipment was installed as the availability permitted. 49 ships of the Buckley class were converted to APDs during the war. They received four LCVP-carrying davits, a single 5" L/38 gun, three 40mm twin mounts and six 20mm guns, and a cage mast aft supporting two 5-ton cranes.

Histórico de serviço
Escort destroyers of this class served in all theaters on general escort duty. Underhill was lost to a Kaiten one-man suicide torpedo in July 1945.


Assista o vídeo: Tatum 6 learning archery